Serviço de emergência facilita atendimento de ocorrências contra mulheres

Guarda Municipal de Belém está preparada para o rápido atendimento das ocorrências de violência doméstica e familiar.

Guarda Municipal de Belém está preparada para o rápido atendimento das ocorrências de violência doméstica e familiar.

Na manhã desta quinta-feira, 27, um caso de violência contra a mulher foi registrado pelo  153 – número de telefone para prestação do Serviço Público de Emergência, da Guarda Municipal de Belém (GMB)- que acionou a equipe do SOS Mulher, especializada neste tipo de ocorrência.

O fato ocorreu dentro de uma unidade de ensino da rede municipal, no bairro da Pratinha, em Belém, no qual a direção da escola constatou que o pai de uma das alunas invadiu a unidade e ameaçou a ex-companheira. “Nós estávamos próximos ao casal, quando percebemos que se tratava de uma invasão – por parte do pai da aluna – que estava ameaçando a ex-mulher. Imediatamente ligamos para o 153 que enviou uma equipe para nos ajudar, e evitar o pior”, explicou a coordenadora Josiane Azevedo.

O 153, criado com o intuito de coibir as ações criminosas e garantir mais segurança para a cidade, recebe ainda outros tipos de denúncias como roubos, danos ao patrimônio público, despejo irregular de lixo, entre outros, além de dar assistência 24h à população.

Quanto à equipe do SOS Mulher, quando o sistema foi implantado os guardas receberam treinamentos específicos para agir de acordo com a situação, inclusive no amparo devido ao estado emocional da vítima de violência doméstica.

De acordo com o agente municipal André Frazão, um dos que atenderam a ocorrência na escola da Pratinha,  as equipes, quando foram acionadas, chegaram a tempo de flagrar o ato. “Nossa equipe atua como base descentralizada, e assim que recebemos o chamado, nos dirigimos até a escola para fazer o flagrante do crime contra a senhora – que sofreu ameaças – e encaminhamos o acusado até uma delegacia, onde foi autuado”, disse Frazão.

Segurança – A Prefeitura de Belém, por meio da Companhia de Tecnologia da Informação de Belém – Cinbesa, entregou ao Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), em agosto deste ano, 30 aparelhos de celular que estão sendo utilizados no sistema de segurança preventiva SOS Mulher.

Os celulares, do tipo smartphone, foram entregues pelos juízes às mulheres em situação de risco durante as audiências nas três varas de Violência Doméstica e Familiar. O aplicativo serve para que essas mulheres acionem a Central da Guarda Municipal e os juízes, em caso de emergência.

 

Texto: Karla Pereira
Foto: Oswaldo Forte
Coordenadoria de Comunicação Social (COMUS)